24 de fev de 2011

As 10 primeiras são por minha conta

Hoje as 10 primeiras garrafas são por minha conta. Pode pedir, já deixei um extra pro garçom servir bem nossa mesa. Espero você, anota aí o endereço.

Tô até com medo de zicar. Não tenho medo de olho gordo, não acredito que alguém sinta inveja de mim, e nem de urucubaca. Só em praga de ex, mas minha ex é uma mulher muito bacana e não faria isso.

Enviei para o Ildo Carbonera meu livro de estreia, A Comédia da vida alheia. A resposta dele foi muito mais do que eu esperava. Eu que sempre espero a surpresa não pude imaginar desta vez como ela viria. E foi ótimo. Ótima notícia como ouvir Funk Como le Gusta.

Enviei pra ele também uns 15 contos do meu segundo livro, ainda sem data, Afinal, quem é esse tal Rubem Fonseca? Ele disse que eu deveria lançar do segundo primeiro. Não farei isso, primeira virá A Comédia. Além de ser mais antigo, está finalmente pronto. O do Rubem ainda não está nem na metade; perdi muitos contos com vírus; imagine, tive que reescrever - difícil demais!

Agora vem a parte chata: fui convocado para ser professor numa cidade vizinha. Ah, se ainda fosse casar...

Por fim, o Ildo disse que o Rubem precisa saber em tempo sobre este meu projeto. Ainda não o respondi, mas to pensando em falar algo do tipo: compro um passagem e espero por ele na orla?




P.S.: Aqui estão algumas crônicas do livro A Comédia da vida alheia. Eu indico você a ler estas aqui: A rainha está nua!, Olha a merda que deu, A própria, Venha ver o pôr-do-sol.


E aqui estão alguns trabalhos do meu segundo livro, Afinal, quem é esse tal Rubem Fonseca? Entre Estrelas com Gustavo Flávio, A Jovem promessa, Prova, Rubem Fonseca, e essa que foi a primeira e que então surgiu a ideia do livro: Procura-se Rubem Fonseca

11 comentários:

Cristina Maria disse...

Olha só a felicidade desse lindo!

Parabéns : )

Valéria Sorohan disse...

Você tem jeito de professor de cursinho pré-vestibular.
Sou comentarista assídua de suas crônicas. Você sabe disso!

BeijooO*

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

opas!! que festa, às dez últimas eu deixo por mim, no se apavore o avião eu sei fazer pousar

Papagaio Mudo disse...

Oi,

instigante...
abç

Gustavo

A Mina do cara! disse...

Cris, valeu!!
beijos
__

Valéria, é claro que sei. Tem gente que diz que tenho cara de careta, outros que tenho cara de sei lá o que...
beijos
__

Nom je, chega mais pra gente sentar e beber...
abraço
__
Papagaio mudo, instigante A Mina do Cara?
abraço


______

Galera, hoje é dia de luto, faleceu o escritor Moacyr Scliar. Tive o prazer de vê-lo três ou quatro vezes aqui em BH. Será enterrado hoje, e por isso farei silêncio a partir de agora.

Anônimo disse...

Pelo menos aqui tenho notícias suas... E elas muito me agradarão!

Um dia você ainda casará!

A Mina do cara! disse...

Anônimo, por aqui parece que não quero casar? E não é difícil ter notícias e contato comigo, aqui do lado - na minha foto - tem o link do meu facebook.
Tá sabendo que te respondo do Rio, no carnaval?
um beijo.

Anônimo disse...

Nem parece que quer, nem que não quer... Só senti um saudosismo quanto a um casamento perdido...

Mas olha só, você não corrigiu meu erro no comentário acima. Eu queria dizer que as notícias muito me AGRADARAM. Mas também pode ser que as próximas me agradarão também! rs

E como tá o Rio? Você deve estar muito feliz, né!? Ouvi dizer que é apaixonado pelo Rio...

Meu Carnaval passei em lugares maravilhosos que ainda não tinha ido!

Um beijo!

A Mina do cara! disse...

Anônimo, tenho cara de quem corrige as pessoas?
Parece até que nos conhecemos.
um beijo

Anônimo disse...

Dos seus sonhos?

A Mina do cara! disse...

Depende de quem é você, e de que sonhos fala.