21 de set de 2010

Bom dia

Dormir juntinhos, acordar com aquele bafinho gostoso de recém casados. Era isso que queria desde mocinha, mesmo tendo estudado e formado. E as coisas aconteceram como num sonho.

Ele todo controlado, um homem sério e disciplinado. Ela não era tão controlada. E era um pouco descolada, como diz a galera.

Saíram com os amigos e chegaram mais tarde que de costume na sexta. Dormiram apaixonados.

“Acorda, são sete horas” – disse o marido.

“Já vou...” – resmungou da cama.

“Anda, acorda! Daqui a pouco vai perder a hora.”

“Tá bom...”

“Olha que hoje não te levo hein... Anda logo, vai!” – e ele ainda estava deitado ao lado da esposa.

“Aham...” – aquele aham gostoso de sono.

“Acorda... vai perder a hora...”

“Tá bom...”

Ela nem sabia que estava respondendo, achava que era um sonho.

“Vai perder hora” – já controlando o relógio.

“Que horas são?” – perguntou a esposa.

“Sete e quinze já!” – da porta do banheiro.

“Mas meu dentista é as onze” – ela respondeu sonolenta.

“Eu sei, mas acorda pra ficar acordada já.”

“Hoje é sábado...” – ela disse e virou para dormir.

Ele insistia em acordá-la.

“Amor, são sete e meia” – gritou do banheiro.

“Tá bom...”

Ela virou para o outro lado da cama.

“Acorda amor, são quinze pras oito.”

“Uhum...” – aquele uhum gostoso de sono.

Ele já havia acordado, feito a barba, escovado os dentes. Voltou do banheiro e viu a esposa deitada.

“Oito horas!”

“Porra! Que merda! Me deixa dormir em paz” – perdendo a paciência. “Eu acordo mais tarde, pego o ônibus e vou.”

“Precisa acordar de mau humor?” – ele sem entender.

“E não tenho motivo?” – questiona a esposa.

“Calma amor... Tava chamando pra fazer o café” – esqueci de dizer, ele não sabe fazer café.

“Ah! Vai tomar banho! Por que não faz esse café e toma e para de me amolar? Puta que pariu!”

“Nossa, se soubesse teria deixado dormindo.”

“E devia mesmo! Saco!” – ela continuava deitada.

“Oito e vinte amor!”

“Cala a boca, porra!”

“Nossa! Já acorda assim... imagina à noite.”

(E é sábado de manhã isso.)

“Nem imagina. Vou tomar banho” – disse levantando da cama.

“Toma gelado pra economizar, tá bem?” – ele é muito sistemático, como dizem alguns parentes.

“Ah! Tá sim...” Ela parecia sem humor naquela manhã de sábado. “Vou tomar bem gelado pra ver se quando eu sair não enfio a mão na sua testa.”

“Enquanto isso vou assistir ao jornal da manhã” – ele já estava com a televisão ligada, sentado e esperando pelo café.

“Não me amolando...” – já com a toalha na mão e touca na cabeça.

“Amor?”

“Quê!” – parecia TPM.

“Esqueceu de me dar bom dia.”

12 comentários:

Pólen Radioativo disse...

Kkkkkkkk... Menino, isso me soa tão familiar!!!!

Bem que ela podia ter enfiado a mão na testa dele desde o primeiro "Acorda..."

Beijos, Mina!

Ju Fuzetto disse...

kkkkkkkk um sonho, ou pesadelo?

Ri horrores. beijocas

Luna Sanchez disse...

Putz!

Se ela tivesse acordado uns minutinhos antes dele e o despertado de forma, digamos, "alternativa", aposto que o dito cujo nem faria questão do café e passaria o dia com um sorrisão na cara.

Tudo é questão de presença de espírito...rs

Beijo.

ℓυηα

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

"Tudo é questão de presença de espírito...rs"²

A fome às vezes é outra...

:)

Leonardo Morais disse...

Gostando muito de te ler por aqui, Márcio. Continue! Continuarei!
Abraços, cara!

carol sakurá disse...

Sonho???
Sei não...rs.
BEijos!

Mgomes - Santa Cruz disse...

Seria um sonho ou um pesadelo, para mim quando dormi pela primeira vez com a minha amada foi o sonho mais belo da minha vida,
Abraços
Santa Cruz

Valéria Sorohan disse...

A vida como ela é.

BeijooO*

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

vida longa ao bafinho gostoso

wcastanheira disse...

Uma bela postagem, um tanto qto verdadeira, positiva, real, uaauuu há coisas q não há pq dize-las, vc foi legal uma bela postagem, merece receber bjos, bjos e bjossssssssss

A Mina do cara! disse...

Valeu galera!
Agora, só uma coisinha, como vocês pensaram em sacanagem aqui?

Miriam de Sales Oliveira disse...

Pois é,querida.
A sina do príncipe é virar sapo. rsss bjks