9 de fev de 2014

Brasil, um país que faz de conta

Você deve estar pensando, "moro num país tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza", e isso pode até ser verdade. Agora, o outro lado da moeda poderia ser uma rima dos Racionais - ou, se quiser, do Emicida, agora na moda.

Nosso país faz de conta que tem educação e escolas de qualidade. A qualidade do ensino no Brasil é tão baixa, mas tão baixa, que as escolas públicas recebem verbas estatais de acordo com o nível de aprovação. Então é mais fácil passar o aluno de ano, mesmo que não saiba de nada, do que receber uma merrequinha a menos no próximo ano.

Um belo dia nossos governantes, pessoas altamente instruídas, decidiram que se uma pessoa sabe desenhar seu nome não é mais analfabeta. E assim cresce mais um número nas estatísticas para a próxima propaganda política. 

As palavras de Jesus, traduzidas pelos pastores soam como cifras. Aqui no Brasil - avisem aos gringos - o negócio mais rentável é abrir uma igrejinha no bairro pobre. Sem risco de quebrar ou perder dinheiro para os impostos. Um bom negócio, talvez o melhor, é abrir uma franquia, colocar na porta uma foto do pastor-chefe, e começar a pregar.

Para quem não sabe, o Brasil é um país multirracial que tem vergonha de o ser. Fomos misturados desde o nosso nascimento, mas temos vergonha de dizer que viemos dos negros escravos e dos índios dizimados, mas adoramos dizer que viemos dos europeus falidos, ladrões, estupradores. 


Nosso padrão de beleza feminino é uma bela loira, olhos claros, pele clara - mas tostada na praia. Os homens devem ser brancos, olhos claros, modulados na academia - e também tostados na praia. As mulatas só servem para atrair turistas para o carnaval, aí sim enfeitamos nossas mulatas com plumas, maquiagens e cabelos esticados. Fora isso, as mulatas são ótimas empregadas, babás, cozinheiras - cozinheira, não chef! 

Brasil, o país da Copa 2014 é um sucesso! A mídia está na mão dos piores safados - que estão no Congresso, nas Câmaras, nos palanques, nas igrejas. A mídia brasileira não passou de ano na disciplina "Jornalismo e neutralidade". Uma revista vira para um lado, a outra vira para o outro. Um jornal gosta da direita, outro jornal gosta da esquerda - e todos, sem exceção, não podem delatar as empresas de telefonia - os grandes anunciantes!

Esse Brasil é um país que mata qualquer outro de inveja. Duvido que haja outro país no mundo em que um professor recebe menos que um vendedor de shopping. Mas também né, esse negócio de ser professor não está com nada.

Agora, o que temos de mais bonito no Brasil é o amor ao nosso time do coração. Nós ensinamos logo cedo às crianças que devemos amar nosso time e odiar os rivais, ensinamos que nossos rivais são "viadinhos", e assim ensinamos desde cedo as crianças a ridicularizarem os outros, ensinamos que os outros são "bichas", e por isso, inferiores.

Mas isso não é nada, somos o Brasil, o país que dizimou os índios ao invés de aprender com eles sobre nossas florestas. E por falar em florestas, onde estão as nossas florestas? Nossa fauna e flora estão sumindo para dar lugar aos prédios, aos carros, aos condomínios, às fábricas. Mas isso não tem problema, e sabe por quê? 

Porque quando não tivermos mais nossas riquezas nós procuramos no Google e estará lá, em fotos lindas. E assim mostraremos aos nossos filhos e netos o que era floresta, rios, cachoeiras, animais silvestres.

Enquanto esse dia não chega, nós podemos fazer de conta que está tudo bem, ligar a televisão e deixar de ser pessimista. Daqui a pouco tem horário político e veremos que estamos reclamando de barriga cheia.

Faz de conta que curtiu e compartilha. Porque no Brasil é assim, você pede a opinião para receber um elogio, e não a verdade.

Nenhum comentário: