1 de abr de 2011

É o fim da Mina do Cara

Pois é, infelizmente hoje sento aqui para escrever um texto triste, uma crônica de despedida. Não gosto de escrever nada triste, nada que leve o leitor a emoções desse tipo, mas hoje, infelizmente, não posso fazer outra coisa. Vou relembrar alguns episódios, algumas coisas boas que aconteceram durante esse tempo de Mina do Cara para tentar fazer desta despedida o menos triste possível. Sou péssimo para despedidas.

Quando comecei a escrever aqui não tinha ideia de que manter um blog é uma atividade muito prazerosa, a qual conheci pessoas de diferentes lugares do mundo. Não sabia também que para manter um blog é preciso visitar outros, e assim fazer amizades através da escrita. Essas amizades me fizeram muito bem durante esse tempo, conheci pessoas maravilhosas aqui.

Pense que interessante conhecer pessoas de diferentes lugares apenas pelo que escrevemos. Isso é tudo o que podemos querer. Gente que me ajudou a deixar a Mina do Cara mais bonita – basta ver as montagens legais, as ideias. Antes era improviso, depois passei a elaborar mais os textos, montei séries com episódios programados e tudo. Uma experiência ótima.

De todos os elogios que recebi aqui, talvez devo separar e falar sobre dois, em especial. O primeiro foi logo no início, quando publiquei pela primeira vez um texto do meu projeto do segundo livro, sobre o escritor R. Fonseca. Neste texto um leitor escreve uma carta a este escritor contestando algumas coisas dentro da obra, e em vários casos ele marca as mais notáveis, aquelas que foram para várias antologias mundo afora.

O maior elogio, aqui, foi o filho do escritor ler, comentar, e acreditar que era eu mesmo que emitia aquela opinião. Houve uma discussão entre outros leitores sobre o assunto. Acredito que ali eu percebi que meu projeto tinha mesmo que continuar. (Hoje tenho uns vinte contos prontos deste projeto; apenas quatro vieram para o blog.)

Escrevi em conjunto um Entre Estrelas e um conto com uma guria finíssima, de primeira. Uma pessoa que adorei conhecer pela internet. Ela adora pegar no meu pé porque escrevi aqui que gosto de mulheres com tênis – ela detesta.

Vamos agora ao segundo elogio, que acredito que tenha sido dos mais notáveis. Era domingo, estava de ressaca em casa, conversando pelo MSN com um amigo e uma gata. Combinei de ir com ele na Praça do Papa para curtir o fim de tarde. Queria ter convidado a gata, mas por algum motivo não a convidei. Enviei a ela a crônica Venha ver o pôr-do-sol, despedi e fui embora.

Início de noite ela aparece, lindíssima, na praça. Naquele momento eu pensei, não pode ser verdade. Alguém pode imaginar o que passou pela minha cabeça quando ela mandou uma mensagem no celular dizendo que estava ali, na praça? Nem eu soube o que pensar. Fiquei quase um ano para conseguir conversar, sair, beijá-la. Quando voltei para casa escrevi “As mulheres e os gestos”, que infelizmente não irá ao ar devido o fim deste blog.

Graças a Venha ver o pôr-do-sol eu conversei com a ex, depois de tanto tempo. Ela ficou encabulada com a história, disse que era a nossa história – só não soube provar onde estávamos na história. Quase perguntei a ela, “você leu?, tem que ler para falar!” Lembra dessa nossa brincadeira? (Estou emocionado demais, desculpe...) E também graças a outra crônica, escrita na volta do Rio, em maio do ano passado, uma mulher pensou em terminar com o namorado – acho que gostou tanto do que escrevi sobre ela, só pode ser isso. Acredita nisso?, quis terminar depois de ler uma crônica minha que ela aparecia – e por coincidência, a mulher da praça também está nesta mesma.

(Fiquei devendo uma história de amor aqui. Desculpe, depois envio “Nossa história de amor” no seu e-mail, está bem? No dia combinado, está bem? Desculpe. Você tem razão, era tudo eu aqui mesmo, é o que eu vivo. Só percebi agora. Desculpe.)

Agora, o verdadeiro motivo do fim da Mina do Cara vou revelar agora. Daria um ótimo episódio para a série Olha a merda que deu!, não fosse sério e verdadeiro. Apaixonado por uma, ficando com outra, engravidei a terceira, sem querer. Essa mulher é brava, muito brava, e exigiu que eu cancele o blog. Depois de oficializar que vamos casar – ainda não contei pra ninguém isso, a galera vai ficar de cara comigo! – convenci-a de que não vou escrever mais aqui, mas deixarei o espaço para quem quiser entrar aqui e ler as antigas histórias. O pior é que estou gostando muito dela, parei até de olhar para outras mulheres. Falei para todos que seria titio este ano – e olha o que aconteceu – serei papai.

Termino aqui minha crônica de despedida com muitas lágrimas nos olhos, sem coragem de reler e corrigir os possíveis erros cometidos ao longo dessa digitação lacrimosa. É difícil escrever, ainda mais escrever chorando e de improviso. Pois é, caros e nobres leitores e leitoras, depois de mais de dez mil visitas, inúmeros textos que adorei escrever, inúmeras pessoas maravilhosas que conheci aqui, tenho que dizer, é o fim da Mina do Cara, terminei com a Mina do Cara.

Enfim, primeiro de abril.

A Mina do Cara te ama!

35 comentários:

Long Haired Lady disse...

…e eu AQUI com a maior peninha porque não iria mais ler coisas novas, não iria ver teus comentários por lá!!!
e já pensando que mulher chata do c%367, e que cara mais besta! hahahahaha

Cáh disse...

ahahahahah, Cara!!! Estou DE cara!

Vou te falar, que qdo vi em meus links sua atualização e o título, cliquei em desespero. E pra ser bem sincera, no final eu ofendi a tua mãe.... ahahah.

Sabe, eu o conheço pouco (quase nada) mas estou aqui faz tempo vc sabe disso... E já gosto um tanto bom disso, das tuas palavras, dos teus exageros e da tua ironia. Dou risada sempre, mudo de idéia, mudo de lugar... é sempre tão bom.

Li com dor no coração, ahahah, pensei 'puta merda, não acredito que ele vai mesmo fazer isto!'
Agora penso 'puta merda, ele é mesmo criativo!'.

Parabéns!

Um beijoo gigante!

Priscilla disse...

Juro, entrei aqui sofrendo com a possibilidade de vc realmente ter "terminado com a mina"! Fiquei com um peso tão grande no coração que me esqueci que era 1o de abril! Hunf!

Adorei o post de hj!

Bjo

Camila Lourenço disse...

PALHAÇO!
hahaha1

Eu já tava aqui com o estômago na boca, e pensando que quem sabe talvez desse conta de fazer isso e tb parar de escrever. E depois xingando a mulher que faria com q vc parasse de escrever!

Vc é um mané!
hahahahah

Beijo!

Anônimo disse...

definitivamente merece um 'fuck'....

Anônimo disse...

Ainda bem que eu conheço vc, pelo menos não precisei ofender sua mãe, kkkkkkk vc é o cara ...

Valéria Sorohan disse...

Enquanto lia lamentava, você me enganou direitinho hein?!!!

BeijooO*

Rossana disse...

Mina do Cara amo vc!!!
Acho que fui uma das primeiras a ler o post e já entrei em 'sofrimento'. Não não te xinguei...mas pensei PQP que pena...
Adorei o 1 de abril!
=)

Vital disse...

Aaaaaaaa muleke. Sabia q ia ser o primeiro a casar.
To chegando em bh hj a noite.
Pago aquela grana qdo der.
Abs

Luna Sanchez disse...

Aaaaaahhhhhhh...mas que peste! Confesso que estava acreditando até a parte em que tu disse que ia casar...ahahahaha Não sei o porquê mas não levei fé.

Beijos de salto alto, sempre. ;)

Eu sou o GOOGLE disse...

hahahahahahhhahhahhahha
muito bom!!
Eu caí que nem uma jacapodre...

nao faça nem brincando, eu mesmo nao comentando SEMPRE leio....


nem de primeiro de abril...
bjoca cara da mina....
deixar órfãs as minas dos caras que as vezes tem cara e outras nao hahahah

David Lateffe disse...

Muito boa a tirada! Se até o Google pode zoar com milhões de pessoas no dia da mentira, por que você, não? Hahaha. Muito bom mesmo!

Dannoca disse...

Meu, embora eu não tenha acreditado na parte de uma mulher mandar você parar de escrever e nem na parte do filho...você está ficando muito bom nisso!
Muito boa!

Walquiria disse...

Ha ha ha

Eu fui lendo e detestando essa garota (quem diabos ela pensa que é?) kkkk


Mto boa a pegadinha. Ri mto.


Bjs doces

Walquiria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Walquiria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alline disse...

Ufa, eu não sabia se ficava feliz por ti ou triste por mim. Que bom que primeiro de abril já passou! rs

Beeeeeeeeeeijo!

A Mina do cara! disse...

Galera, hoje eu agradeço todos de uma só vez. Fiquei contente demais em ler os comentários aqui e ainda mais em saber que enganei uma galera - até a última frase... Rs.

Eu gostaria de ver algumas caras durante a leitura, as reações das pessoas, as surpresas, e, enfim, quando chega ao fim e a brincadeira é revelada.

É isso aí galera, um beijo e um abraço do cara por trás da Mina do Cara.

Eu sei, você sabe, e todo o mundo sabe: A Mina do Cara te ama!

Nathy disse...

Que susto alegre que você deu! hahaha

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

vc me pegou sua danadinha , bom que foi só primeiro de abril

Anônimo disse...

Eu deveria era parar de ler seu blog. Confesso que não consigo. Talvez porque seja o que restou... Confesso também que não acreditei nem no título. Você é vaidoso demais pra deixar a mina... Um beijo com muito carinho, sempre.

A Mina do cara! disse...

Nathy, um beijo.
__

Non je, será que você pensa que sou mesmo uma danadinha?
um abraço

__

Rita, seria a morte da Mina perder uma leitora tão nobre. E será que seria por vaidade que não acabaria com a Mina? Eu penso que se eu deixar de escrever aqui duas semanas já não aparece gente, e também eu não seria citação de ninguém...
um beijo pra você e outro pro Zê.

__

E você que está emocionado com o que acaba de presenciar não fique calado, diga aqui se caiu no primeiro de abril da Mina.
Diga qual parte mais gostou - ou mais detestou.

um abraço e um beijo - pode ser um beijo com abraço - do cara por trás da Mina do Cara.

Carol Sakurá disse...

Eu li após o 1º de abril...rs.

Quem bom que é só uma pegadinha!

Ótima semana!

A Mina do cara! disse...

Valeu Carol, pra você também.


___

A Mina do Cara te ama!

Manuela disse...

já que vc pregou sua mentira do dia primeiro, agora aguardo um certo conto, pra uma certa pessoa.

é isso, to aqui no frio e com saudade dos meus amigos.. dividindo o apê com um mineiro de bh suuuper gente boa.. ô terrinha boa pra fazer pessoas admiráveis..

se cuida!
espero mais textos!
bjs

A Mina do cara! disse...

Manu, essa terra só tem gente boa, acho que só eu que não sou viu...
beijos e boa aventura por aí. Depois me manda um postal bem bonito.

______

Eu cansei de falar mas não deixo de repetir, A Mina do Cara te ama!

Anônimo disse...

E não é vaidade isso?

Porque respondeu a Rita? Acredito que o comentário relativo a vaidade é uma resposta pra mim, não?

Nem Rita, nem Zé!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

Filho da puta!!!!
eu tava que era um arrasamento só, pronta pra dizer que se essa mulher te exigia isso, era melhor dar pensão alimentícia do que ceder ao seu destino...
Ave Maria....

olha, me pegou legal.
Mas no fim, que bom, que bom que era mentira.
Relax total, parece que gozei!

A Mina do cara! disse...

Anônimo, eu já descobri algumas vezes quem me escreve sem deixar o nome. Será que errei? Escreve parecido com ela. (Ainda bem que não escrevi outras coisas que pensei.)

mando a você um beijo ou um abraço? ou os dois?

___

Walkyria, precipitada você, hein...
nunca imaginei que despertaria isso meu texto...

(para o Anônimo ter mais um motivo da minha vaidade).

um beijo pro cê.

_____

e pra você que está lendo os comentários um beijo e um abraço do cara por trás da Mina do Cara!

Anônimo disse...

Acho que se enganou mesmo. Mas foi muito esperto ao tentar instigar a curiosidade da tal mulher. Vejo que além de vaidoso é muito inteligente (pra aumentar seu ego). Beijos, se quiser abraços também.

A Mina do cara! disse...

Inteligente é você que força uns erros num comentário e no outro escreve bonitinho de novo.

Olha, você disse que o blog é o que restou ("Talvez porque seja o que restou..."), e então nos conhecemos? ou você me ama platonicamente?

Mais uma ou duas e eu descubro quem é. vamos nessa? se quiser apostar já fala o que tá valendo...

Anônimo disse...

Não significa que nos conhecemos nem que eu amo você. Ter sido o que restou não significa que seja entre nós. Entendeu? E aí? Ainda acha que consegue descobrir? Beijos.

A Mina do cara! disse...

acho.

Walkyria Rennó Suleiman disse...

ave..... novela da Mina do Cara?
vou seguir!

Walkyria Rennó Suleiman disse...

ehehhe, sempre que vejo isso, me lembro do susto que vc me deu