21 de jun de 2010

Elas são assim hoje

-->
Sempre teve vergonha, mas sonhava em ser modelo. Queria desfilar, mas seu perfil era para fotografia. Morria de vergonha de assumir aos amigos sua verdadeira vocação. Até que um dia resolveu tirar as fotos e levar a uma agência bem longe da sua casa. Em outra cidade, para falar a verdade.

“Bom dia, em que posso ajudá-la?”, perguntou a secretária.

“Bom dia. Vim trazer meu book pra vocês analisarem. Eu não ia trazer, mas minha mãe não pôde vir...”

“Seu book?”

“É, meu book” – respondeu.  “Fiz as fotos com um fotógrafo amigo, Rafael Coelho, conhece?”

“Não. Acho que nunca veio aqui no estúdio.”  

“Então, como é?”,  perguntou ansiosa.

“O quê?”

“Vocês vão analisar e depois mandam uma resposta?” – parecia mal educada, mas era ansiosidade, afinal, não tinha ideia a secretária o tanto que era importante estar ali, na Agência Modelo Linda S.A.

“É... mas não sei quando... Mas tem muitas candidatas pra vaga.”

“Não é pro comercial de calcinha e sutiã?”

“É sim. E tem muitas meninas na espera, e com muita chance” – agora parecia que a secretária era mal educada, mas não é isso.  

“Mais que eu, será?”, questionou a modelo.

“Olha, não sei... Mas acho que sim...” – não sabia como falar isso. “Porque elas são mais altas, mais magras” – enfim disse a secretária.

“Eu sei, mas quanto a isso não tem problema.”

“Não?”

“Não. É uma questão de correção” – disse a modelo.  

“Correção?”

“É sim, correção no computador. Veja minha primeira foto” – mostra a foto à secretária. “Não pareço mais gordinha aqui do que na foto? Então” – disse a modelo. 

Agora a secretária não tinha motivos para não aceitar o tão sonhado book.

 “Mas nós escolhemos meninas magras para esse tipo de trabalho”  – disse a secretária.

“Eu sei, mas não precisa mais. As magras só servem para desfilar, isso porque ainda não tem correção na passarela” – retrucou a modelo.

“E também você não tem altura...” – observou a secretária.

“Mas não precisa. Veja a segunda foto. Não pareço mais alta?, então. Entende agora?” – perguntou a modelo parecendo mal educada. Mas não é isso, nenhuma das duas foi mal educada até o momento.

“Sim, mas...” – a secretária nunca sabe como falar essas coisas às modelos – “nós não temos quem arrume as fotos depois do ensaio” – enfim fala.

“Eu mesma arrumei as minhas. Aí eu pude mudar sem vergonha, né. Olha essa terceira foto, de bunda pra cá. Acha que minha bunda é assim? Claro que não. Tenho celulite que não acaba mais. Como todas!” – já sem vergonha a modelo.

A secretária demonstra animação e com isso a modelo fica ainda mais eufórica e entusiasmada.

“Nossa...” – disse a secretária – “você tem tudo isso mesmo de peito?”

“Claro que não né querida. Mudei também. Aumentei três números. Agora querem a mulher peituda. Não basta ter bunda grande, agora os peitos! Ficou linda a foto, né?”

“Linda mesmo! Que maquiagem linda! Gastou uma grana pra esse ensaio hein...” – curiosa a secretária. 

“Nada, tudo computador. Só os modelos de calcinha e sutiã são meus, o resto tudo computador. Maquiagem, luz de fundo, paisagem. Acredita que tiramos as fotos na garagem lá de casa?”

Agora a secretária já demonstrava simpatia e credibilidade ao book e à modelo. E voltou a conversar com a modelo.

“Lindas mesmo! Olha só, vou falar com o meu patrão e depois dou resposta, tá bem? E já vou falar que você é gente boa, assim é mais fácil. Tem umas magrelas que chegam aqui e nem conversam, só entregam os books e saem; aquelas fotos iguais, mesmas caras... E vem cá” – chamou a modelo perto.

“Que foi?” 

“Baixinho...” – e então falou ainda mais baixo – “você mexe numas fotos minha?” 

“Ah! claro! Gostou, né! Mas não vai pegar meu lugar!” – brincou a modelo sorrindo.  

 “Claro que não. Só pra colocar na internet. Vai que numa dessa sou convidada pra posar, ganhar uma grana preta!”

“Nossa! Imagina que bom! Bom demais! Então me liga pra gente combinar, tá?” 
  
"Tá bom. E pode deixar que vou colocar o seu em primeiro aqui.”

“Obrigada. Beijo, me liga.”

_________________________________________
Esta é a crônica que abre A Comédia da Vida Alheia; meu livro a ser lançado.

7 comentários:

Cristina Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luna Sanchez disse...

Rs...muito bom!

Originalidade acaba ganhando espaço, isso é inegável.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Santa Cruz disse...

Olá Mienina: Lindo texto em forma de dialgo,ñão costumo fazer comentários a outros comentários, mas apenas quero dizer cada escreve e põe o nome ao seu blog, que entender coloca no mesmo as fotos que quizer ninguém tem nada a ver com o assunto apenas a blogger a que tem que se pronunciar.
Minha amiga um beijo
Santa Cruz

Anônimo disse...

Raxei desde que li no seu blog das antigas. Ah, soube que no seu livro vai ter uma crônica de uma baiana. Publica ai vai... A curiosidade tá apertando. Beijos da baianinha do seu coração.

Anônimo disse...

a mina do cara (do blog) não é a lara?

Menina disse...

hahaha.. Que massaa! Adorei! É sempre uma delícia vir aqui. Tou louca para comprar esse livro!

Beijos!

Valéria Sorohan disse...

O que dizer?! são assim mesmo a grande maioria, se pedem mais seios, colocam e assim vai.
Verdadeiras bonecas. Geralmente sem conteúdo,

BeijooO