18 de jun de 2010

(A mina do cara) de luto!

Hoje morreu José Saramago. 


Estava indo a pracinha - dessa vez sem a Lara - e ouvi a notícia no rádio. Um dia lindo de sol sem nuvens e uma notícia dessa! 

"Todos os dicionários juntos não contém nem metade dos termos de que precisaríamos para nos entendermos uns aos outros." (J.S.)

Foi lendo Saramago que eu descobri o prazer da leitura difícil, o prazer que é ler um livro difícil e compreender o que está ali, diante dos nossos olhos e não conseguimos enxergar. Na época eu morava em Floripa e passava a tarde inteira lendo na biblioteca. E ao acaso peguei um de seus livros e comecei a ler; era A Caverna. Depois desse livro minha vida mudou!

Foi lendo este livro que eu percebi: estou lendo historinhas! Foi lendo Saramago que passei a ter vontade de passar horas na biblioteca lendo; também acho que tenha sido ele que me fez querer escrever. 

"Era como se, por aparecer diferente, se tivesse tornado mais ele mesmo." 

José Saramago foi o primeiro escritor que eu li mais de uma vez o mesmo livro. Foi o primeiro escritor que me fez querer ler de verdade, buscando na raiz da palavra o significado, o sentido. 

"Ser-se homem não deveria significar nunca impedimento a proceder como cavalheiro." 

Ontem mesmo eu estava na biblioteca e conversei sobre ele com a Carminha.  Falamos sobre a grande saída que seus livros têm, sobre o gosto de cada um sobre sua obra. 

Saramago me lembra muita gente boa que conheci e que também gosta de ler seus livros. Este escritor me deixou mais próximo de algumas pessoas. Me lembro agora, ao saber da notíca, de um dia em que voltei para visitar Floripa de estar sentado na Beira Mar lendo Ensaio sobre a cegueira

"É uma estupidez deixar perder o presente só pelo medo de não vir a ganhar o futuro".

Também me lembro, agora e ao acaso, que Saramago foi o primeiro escritor que me fez andar pelas ruas pensando em frases, pensando em livro. Já falei e volto a falar: antes eu lia historinha! (Por favor, não me pergunte quais eram as historinhas.) 

E também me lembro que foi sobre ele que escrevi a primeira crônica em diálogo com o autor, falando sobre seus personagens, livros, ideias; era um leitor enviando a ele uma carta. (Vou procurar e depois eu escrevo aqui.) Tá bom, por mim. Fiquem com José Saramago: 

"Diz a sabedoria popular que nunca se pode ter tudo, e não lhe falta razão, o balanço das vidas humanas joga constantemente sobre o ganho e o perdido, o problema está na impossibilidade, igualmente humana, de nos pormos de acordo sobre os méritos relativos do que se deveria perder e do que se deveria ganhar, por isso o mundo está no estado em que o vemos."

9 comentários:

Santa Cruz disse...

Olá; Gostei da tua naração sobre o Grande escritor Jose Saramago que faleceu hoje aos 87 anos, havia quem o adorava, mas também havia que não gostava dele, apenas li um livro dele que foi o Memorial do Convento, Sei que ele tem grandes obras escritas, mas o meu escritor preferido é Eça de Queiroz. obrigada menina pela teu comentario ao grande escritor jose Saramago.
Um beijo.
Santa Cruz

Aninha disse...

Pensamentos e virtudes... do menino que virou homem... em meio a pobreza... filho de uma família despida de palavras e de cultura... em meio as moscas. Mesmo assim tornou-se grande... prêmio Nobel de literatura. Ainda que parecendo óbvia, devo dizer: - o mundo ficou ainda mais pobre... ainda mais cego!

Aninha

Cristina Maria disse...

Cara...luto não, isso seria uma hersia, ele será eterno, já é em você, em mim e em muitas pessoas, é a grandeza desse quem trouxe a tona a natureza humana sem máscaras ou idealismos.
Mas eu estou com muita, muita dor no coração hoje também...
Abraços!

Rita disse...

Pensei em te escrever assim que li a notícia!

Sabia que ficaria triste!

Uma frase dele que gosto muito:

"Marx nunca teve tanta razão como agora"

Triste!!!

Vi e Ouvi Por Ai disse...

Grande escritor!!! Com certeza o céu ganhou não apenas um escritor, mas uma estrela que sempre fez o bem para as pessoas com seus livros e suas mensagens complexas que tocam a alma!!!...

Parabéns pelo blog e por essa postagem belíssima!!!

e... Obrigada por estar sempre presente no meu blog!!!

Beijosss e ótimo final de semana!!!!

Vivian

Eraldo Paulino disse...

Uma perda irreparável mesmo.

Bjs!

Luna Sanchez disse...

Doeu aqui, também.

=*

ℓυηα

Marcella disse...

Fiquei muito triste também, porque sou uma antifã, reconheço que são livros bons, que é um escritor originalissimo, mas que não me atinge.
Me deu tristeza por termos tê-lo perdido sem que eu o tivesse entendido...

Patrícia Castro disse...

Parabéns pela homenagem. Adorei o teu relato. Beijos