21 de nov de 2009

Vai da "coinsciência" negra

Dei uma sorte grande e um puta azar nesta vida.
Moro no Alphaville de Minas Gerais, região metropolitana de Belo Horizonte. Esta é a sorte.
Desde que mudamos para lá ouço dos funcionário: você é morador? Perguntei a vários amigos residentes se já haviam sofrio tal abordagem. Todos não foram abordados. Todos!
Enquanto a casa ainda não estava pronta e eu ia acompanhar a obra era questionado quanto a ser pedreiro, jardineiro, cuidador de cachorro (já que andava com o meu pelo condomínio), já me pediram carteira de identidade junto a carteirinha para andar no ônibus do condomínio. Nunca pediram carteira para alguém na minha frente, e eu ano no ônibus todos os dias!
Na absoluta maioria das vezes fui questionado por funcionários. Só uma vez foi um morador.
E pelo que observo, deve ser mais ou menos 5% de pele clara. Grande maioria negra. E é aqui que quero chegar.
Semana passada tive um insidente deste porte com um segurança. Me abordou e não abordou umas pessoas que pararam o carro em local proibido. E logo em seguida fui mais uma vez abordado. Duas vezes em menos de trinta minutos. As duas vezes foram por negros.
São os negros os grandes racistas! São eles que fazem piada do tipo: o que tá falando, você é preto!
Então, para os que comemoram e comemoraram o 20 de novembro ontem está a minha colaboração como descendente de negros. Canso de ser discriminado por negros.
Será que não posso ter uma situação financeira digna de quem trabalhou duro? Será que isso marcará sempre a minha passagem por locais brancos, enquanto os negros trabalharem por lá?
Bonito mesmo é ser negro e esbanjar colar com um $ dourado do tamanho do peito! Ostentar o que não tem que é bonito!
Como me sinto?

4 comentários:

Luciana disse...

Ai primoooo...

Fala seriooo.... quem le essa cronica ate pensa que vc eh um puta negao!!!! Anyways... adoro seus textos...

Beijos

Lu

Luciana disse...

Ai primoooo...

Fala serioooo... quem le essa cronica vai pensar que vc eh um puta negao... Anyways... adoro seus textos.

Bjosss... Love U!

Lu

A Mina do cara! disse...

Valeu Lu!
Não sou um puta negão. mas to jeito que tá já imaginou se eu fosse...

Espero vocês por aqui.

Beatriz disse...

Realmente, essa questão da cor da pele é muito complicada porque, ao que parece, divide de todas as formas, não só entre negros e brancos, como você vê no seu dia-a-dia. Eu também vejo no meu. Sou "morena clara" e o meu cabelo é o que se chama de "bom", cacheado. As pessoas reclamam quando respondo que sou negra, quanto à etnia.
Fico me perguntando, afinal, por que a cor da pele importa tanto assim?
Bom texto. É bom pensar, e discutir o que se pensa.