1 de abr de 2013

A palavra da vez é educação

Todo mundo que quer ser ouvido com crédito ao ser questionado sobre o futuro do Brasil diz: o problema é a educação. Pura e simplesmente, a culpa é da coitada da educação.

Pensando assim, o governo cria algumas medidas para que as pessoas possam dizer que o Brasil está caminhando para frente. E o que acontece? Caminha-se para trás. 

Sou a favor das pessoas frequentarem universidade, das pessoas terem educação escolar digna e de qualidade, mas tapar o sol com a peneira não é possível. A Academia não suporta pessoas que não tenham a base escolar; o ritmo de estudo e as exigências do estudo acadêmico não podem esperar um acadêmico buscar a base para então fazer a pesquisa.

Agora que expus meu ponto de vista sobre o debate da vez, quero chamar a atenção para a verdadeira educação. Aquela recebida em casa. A educação familiar. Aquela esquecida em casas e apartamentos cujo espaço de convivência cedeu lugar para a enorme tevê de LCD. As conversas que perderam ouvidos para os fones.

Muito se fala em educação e cultura. Creio que em vão. O que faz a cabeça dos jovens são as maiores porcarias que o mercado fonográfico consegue produzir e vender. É empurrado goela abaixo através da facilidade de compreensão, do nível que estão os adolescentes da geração Apple. 

Essa turminha que hoje inicia uma palavra e o computador completa, escreve errado e o computador corrige. São esses jovens que estarão no comando o dia que meu filho (se eu tiver um) for estudante universitário; esses adolescentes de hoje que entram no carro com fone no ouvido, ingerindo lixo pelos ouvidos; essas criaturas que sequer sabem conversar; os mesmos jovens que não sabem o que é trabalho em equipe, não sabem ficar em silêncio enquanto um professor fala.

Enfim, foram educados pela televisão, e o pior, pelos estúdios americanos. São os fãs da Disney, do Steve Jobs, essas pessoas que acreditam que precisam comentar tudo; eles serão os professores do meu filho, do seu filho. 

Isso se até lá existir professores. 

A palavra da vez é educação. 

O que a palavra da vez significa pra você? 

4 comentários:

Rose disse...

Olá! Foi um prazer conhecer seu blog e peço-te permissão para seguir-te, pois por aqui quero voltar. Essa sua fala sobre a educação sempre foi meu lema, não me canso de dizer que esses jovens de hoje em dia têm a mente poluída por muitas informações contrárias do que se deveria receber, principalmente as "músicas". Eles chamam de música... Saudações do meu "Coração de Fera e Transbordando meus Lagares". Linda semana pra ti!

Patrícia Bandeira disse...

Concordo em boa parte com vc. Sobre os estudantes chegarem com deficiência nas Universidades é realmente triste. Sobre comprarmos todos os filmes, produtos e pior, os sonhos americanos, mas isso não é nossa culpa. Fomos manipulados desde a ditadura, qdo foi feito um acordo entre os EUA e Brasil para que o sistema deles pudesse funcionar, em troca muita gente na época aqui se deu bem. Agora nos resta prestar atenção nisso e tentar não ser mais massa de manobra.
Sobre TV na sala, um professor meu contava que lembra o quanto a TV na sala tinha mudado a estrutura de sua família. Ele e os irmãos eram pequenos, o pai chegava do trabalho e todos jantavam juntos. Logo após, sentavam em roda na sala e ele ou a esposa liam para os filhos ou relembravam alguma história. Quando o pai, com a melhor das intenções, colocou uma TV na sala, todos ficaram tão fissurados que pararam de conversar e ficavam estaqueados na frente daquela tela de imagem ruim. Ele dizia que preferia que o pai jamais tivesse posto aquele aparelho lá.
Abraços!

Jeferson Cardoso disse...

Não desanime, Mina. Eu também vejo um discurso vazio quando o assunto é educação, mas ainda assim acredito que nosso país evolua. Não conforme gostaríamos de ver, mas evolui. Meu filho já estuda e o que faço por ele é incentiva a leitura. Temos muitos livros em casa e compartilhamos o que lemos. Procuramos também só assistir programas que não sejam de péssima qualidade. Fazemos nossa parte. Com tempo, deixe sua impressão no http://jefhcardoso.blogspot.com Terei um imenso prazer se você me visitar.

carikaturARTE disse...



É 'duca' a ação...

Entra em nossas casas, via TV (HDTV alta qualidade de imagem), nada de conteúdo, o que não deixamos entrar pela porta das mesmas.

Entra pelos fones de ouvido e saem pelo outro... e fu(n)ck-se a música!

"Alfabetização via XUXA, deu nisso!"

"Quanta DROGA, literária, musical, teatral, viciaram e mataram a cultura."

"Fútil bola rolando e enrolando a atenção da galera."

Será que há tempo pra REAÇÂO?

Vamos acreditar que sim e descobrir a riqueza que nós e o Cara da MINA temos pra explorar...

Abraço-tchê, uai!

:o)