26 de mar de 2012

Olha a merda que deu! (14)

Se eu achar quem escondeu meu sapato ontem eu mato. Tava atrasado, celular tocando e eu procurando o maldito sapato. E o pior não é isso.

Ontem à noite saí com os colegas do escritório. A pior merda que eu poderia ter feito. Fui porque o restaurante é bom – comida me atrai. E eu sabia que não teria com quem conversar, a não ser Cláudia, a gostosa do RH.

Quando fiz entrevista para a empresa não olhava outra pessoa senão ela, a entrevistadora. Tudo o que ela falava eu concordava, dava minha opinião, um sorriso tímido, mas não desviava o olhar. Depois ela me ligou para marcar outra entrevista. Só nós dois na sala.

A terceira entrevista foi marcada novamente por Cláudia, uma semana depois. Foi ela também quem me nomeou coordenador da campanha publicitária do novo produto da empresa. Era para ser diretor, mas algum mandachuva não deixou. Preferiu o filho na função.

Voltando à festa. Entrei e já sentei com meus colegas, todos felizes, comendo e bebendo nas custas da empresa. “Não há nada melhor”, disse Cléber, da advocacia. E nisso chega Cláudia. Acompanhada por um babaca. Só pode ser, não tem como não pensar isso. A gostosa da Cláudia trouxe o desgraçado para quem ela dá.

Comecei a beber e a olhar pra ela, discretamente. Organizei uma retirada para o puteiro. Todos foram. Só ficou no bar a Cláudia com seu namorado.

Todos bêbados e loucos na zona, não tinha como dar certo. Foi aquela loucura. Chegou uma hora que eu comecei a dançar com uma mulher e a falar, rebola pra mim, vai, faz igualzinho a filha do meu chefe faz, rebola bem gostoso. E eu gritava, pedia para os colegas também gritarem, mas ninguém entrou na minha. Então chamei outra pra dançar, abri a carteira, joguei as notas, uísque pra cima, rebolando com uma e passando a mão na outra e dizendo, vai, igualzinho eu vou fazer com as duas filhas do filho da puta do meu chefe.

Eu nem sei como cheguei em casa. Só sei que estou atrasado para essa reunião. Me ligaram uma hora antes do horário, eu nem consegui dormir, eu acho. Estou com ânsia, barriga pesada de tanta carne do churrasco, o uísque, a vodka. Saí de casa sem escovar os dentes, mal tive tempo de passar uma água no rosto, vestir esse terno amarrotado de ontem. Reunião de urgência.

Entrei na sala de reunião e estava toda a diretoria da empresa me esperando para começar a reunião.

“Bom dia senhores, desculpem-me convocar essa reunião sábado seis horas da manhã, os senhores não têm culpa de nada. Aliás, ninguém tem culpa de nada. Essa reunião não pode durar mais do que cinco minutos. Fiquei sabendo que ontem alguém disse que queria comer minhas duas filhas juntas, e simulou em duas prostitutas no bordel, e gritou para todos ouvirem, igualzinho vou fazer com as filhas do filho da puta do meu chefe. Eu só quero saber quem foi.”

3 comentários:

Sandro Ataliba disse...

No fim, o sapato era o menor dos problemas.

2edoissao5 disse...

e foi despedido ? rs

Jéh Pucker disse...

olá, adorei o blog, parabéns!
as vezes tambem acontece isso comigo, e isso me deixa muito irritada aush