2 de set de 2011

Lívia

Eu jamais gostei de ir a eventos sociais, ainda mais quando é congresso. Dessa vez tive que ir, era questão de fazer o filme em casa. Fui.


Chegando ao hotel pensei, não fico aqui um só dia. Nem pensar que fico aqui com esse bando de gente esnobe. Fui acompanhado de meus pais. Fui atendido por Lívia. Isso mudou tudo.

Me inscrevi no congresso, perguntei sobre o hotel, os congressistas, os horários, as palestras, enfim, o máximo de tempo e informações que Lívia poderia me dar. Ruiva da pele clara, olhos claros, magra como bailarina. Meu ponto fraco.

Primeiro dia de palestras e quem encontro na porta da sala? Lívia. Sentei no fundo – se precisasse era só levantar e sair de fininho. Logo que começou Lívia sentou ao meu lado. Pensei, é hoje. Um senhor começou a falar sobre a questão do desmatamento na Amazônia, dizia que a cada dia milhares de árvores eram derrubadas, e a cada centena de árvores que caíam, um carro cruzava as portas das fábricas.

Comecei a reparar em Lívia. Olhos verdes claros, pele com sardas, mãos delicadas. De repente ela vira e pergunta, está gostando? Demais, menti. Estou odiando, ela disse. Fez sinal e saímos.

O hotel ficava em uma área isolada, cercado por montanhas verdes, lindas. Fomos para uma parte onde havia um riacho, uma pequena ponte, alguns animais. Não falei quase nada, preferi ouvir sua voz. Além de linda, Lívia era maravilhosa, e a cada olhar cruzado me vinha à mente, como pode uma mulher ser tão linda? Deus existe.

Ela tirou da bolsa um baseado, acendeu e começamos a fumar. Aquilo era a verdadeira paz de espírito. Não havia barulho, não havia nada de ruim. Depois que paramos de fumar ficamos ali, parados, contemplando a natureza em silêncio. Olhei para os lados, olhei para cima, olhei para frente, Lívia, só Lívia em meu campo de visão, só Lívia em meu coração. Nos beijamos.

Estava louco para falar os poemas que sei de cor. Queria de qualquer maneira soltar as frases bonitas que aprendi durante os anos de leitura. Desejei olhar em seus olhos e dizer, estou apaixonado. Quem dera se pudesse dizer: eu te amo, Lívia.

Ao anoitecer ficamos contemplando as estrelas, nós dois, nus, sentindo frio, abraçados, colados um ao outro. Todas as paisagens, todas as obras da natureza, todas as belezas da humanidade, enfim, tudo o que há de belo não se compara a beleza de Lívia. Não assisti a uma palestra sequer, passei todos os momentos com ela. Saí de lá pensando, realmente, se foi Deus quem criou tudo e todos, Ele merece um prêmio por ter criado Lívia assim, tão linda.

8 comentários:

Mgomes - Santa Cruz disse...

Olá Nina; As mulheres são sempre assim gostam de fazer sofrer a gente adorei o teu post.
Um abraço
Santa Cruz

Alline disse...

E a Lívia, a Linda, que fim levou? Lívia nunca mais? Foi um momento de beleza na vida?

Saudades daqui!!
Beijocas

Luna Sanchez disse...

Faltou contar aquela parte em que tu pediu, carinhosamente, que ela continuasse usando o All Star porque, néam, se tirasse perderia uma parte do encanto...rs

Não resisti.

Um beijo, guri.

A Mina do cara! disse...

MGomes, as mulheres são assim mesmo, nós é que temos que saber disso.
um abraço e volte sempre!
__

Alline, pois é, fica andando por outros lugares dá nisso: saudade.
vai que aparece uma "Alline" aqui...
beijos
__

Luna, a próxima terá uma mulher de salto, e vai que seu nome é Luna... vai que... Rs.
Beijo pro cê.


____

E você, qual é seu nome? Será que aparecerá por aqui? Diga ao menos um nome para entrar no Mês dos Nomes, só aqui, n´A Mina do Cara.

Aquela que te ama!

Ana Carolina disse...

aah muito grata pela visita...
estive sumida sim, mas voltei...a saudade me venceu haha
que bom que gostas do texto rs

passarei por aqui sempre, matar a saudade ;)

beijo.

Maggie May disse...

kd o resto? só isso!?

asombradomar disse...

Cara!!!!


saudade de tu rapaz!
Me lembrou André Newmann falando de Lívia, pq ninguem fala assim de alguma Camila? o problema é com meu nome? hahah

belíssimo, li com voz de algodão!

beijo-te!

A Mina do cara! disse...

Ana, volte sempre mesmo hein...
um beijo.
__

Maggie, o resto... hmmmm... o resto... acho que é só isso mesmo.
beijo
__

Cáh, vamos ver se aparece aqui uma 'Camila'... numa dessas... Rs.
um beijo

____


E você aí, o que está pensando? Seu nome apareceu por aqui? Será que vai aparecer? Enquanto seu nome não aparece deixo uma declaração de amor: A Mina do Cara te ama!