3 de mar de 2011

As mulheres e o carnaval

O homem que disser que não sonha com uma mulata das pernas grossas, sambando, com o corpo repleto de purpurina, quase nua, está mentindo. Ou não temos o mesmo gosto. O certo é que no carnaval as mulheres são especiais.


Carnaval deixa a mulherada solta, à vontade, correndo atrás do trio elétrico ou sambando. Aquela muvuca, gente suada, bebendo tudo o que tem pela frente – e às vezes até mais. Talvez seja nessa época que as mulheres se soltam de verdade – até mais que em motel, mas isso fica para outra ocasião.

Beijos e mais beijos sem compromisso, assim é o carnaval desde que tinha meus catorze anos e fui pela primeira vez a um baile de adulto. Foi uma loucura, eu achei o máximo estar entre meus amigos mais velhos, entre as meninas que eu jurava ser só para sonhos. Descobri coisas legais nesse meu primeiro baile, e uma delas foi que mesmo menino eu atraía a atenção daquelas gatas que eu sonhava na escola.

E também nesse ano que descobri que carnaval combina com bastante bebida, cigarro, lança perfume, entre outras. Não que eu goste, não fumo, não gosto de lança, mas era novidade estar aberto, descarado, como dizia lá, na cara dura. Até então eu pensava que essas coisas eram pra pessoas marginais, escondidas. Só que veio à luz, eram aquelas meninas da escola que estavam fumando baseado, bebendo, dando bola no lança.

Então pensei, é isso aí. As mulheres também estão nessa, que legal! Elas não são santinhas como querem alguns – se não me engano, depois desse carnaval uma delas engravidou. Depois desse ano o carnaval não foi mais o mesmo.

No ano seguinte não era mais calouro, e estava com meus amigos e amigas, e foi aquela festa. Ficava com as meninas, bebia escondido. Parecia brincar de carnaval. E eu sempre reparei nas mulheres nos blocos e nos bailes – pois é, no interior chamava baile de carnaval.

Não tem nada melhor que ver mulher de shortinho, barriguinha de fora, rindo à toa, bebendo, descontraída. E o carnaval é uma ótima ocasião para isso. Lembro também que certa vez, doido pra ficar com uma menina no sábado, e na sexta veio uma e quis ficar comigo. Não deu outra, ela quis, pediu, como eu nego? E o pior, cidade pequena não tem como esconder nada.

No sábado fui, na cara dura, com meu copo de cerveja, sentei ao lado da paquera e começamos a conversar. Éramos da mesma escola, e tínhamos vários amigos e amigas em comum. E no meio daquela festa eu chamei minha paquera de sábado pelo nome da outra, de sexta. O pior é que quem prestou atenção e fez escândalo foi a amiga, só então minha ficante – que não queria mais nada comigo – resolveu soltar os cachorros. No fim das contas nós ficamos várias vezes naquele ano, e a troca de nomes virou piada.

Depois de vários anos, passei vários carnavais acompanhado, o que era uma maravilha. Deixei um pouco de lado os blocos, as zueiras, e ficávamos tranquilos. O que é ótimo, quando a companhia é agradável.

Neste ano eu queria um par para ficar quietinho no carnaval, num hotel-fazenda, uma cachoeira, numa praia tranquila, ou até mesmo em casa, fazendo programas de dia, fazer trilha até a cachoeira, quem sabe. Do mesmo modo que adoro muvuca, adoro estar em boa companhia, fazendo amor, quietinhos, dando beijinhos de bom dia, dormir juntinhos. E assim o carnaval deixa de ser essa badalação de beijos e amassos e passa a ser cinco dias de puro amor. Queria que esse ano meu carnaval fosse assim, juro que queria.



P.S.: Fui pro Rio com a galera de Foz!

13 comentários:

Rossana disse...

Ahhh eu tbém queria...;)

Long Haired Lady disse...

meus carnavais foram mais ludicos, era fantasia e frevo. rs

Hospicio da tia Luh -- By Pri disse...

oieeee vim deixa um bjo pra mina... e um abraço pro cara!!!

Priscilla disse...

Bom Carnaval pra vc, cara... e pra mina tb! =)

Alline disse...

Eu não vou pro Rio, fico em casa pra ver filmes. Vou namorar um pouquinho, mas não muito. Quero ler mais... ah, o que vier tá bom. ;)

Feliz carnaval pra ti!

Mgomes - Santa Cruz disse...

Oi mina. Cá o carnaval não é como ai no rio, mas eu nunca gostei muito de carnaval, mas costumo dizer que no canaval ninguem leva a mal por isso vale tudo, nunca fui ao carnaval ao Rio, este ano meu filho mais novo vai passar o carnaval no Recife terra Natal de minha nora, sabes acabei de falar com ela agora.
Um abraço
Santa Cruz

Anônimo disse...

um beijo, coração disparado.hmmm

A Mina do cara! disse...

Pois é galera, carnaval no Rio está ótimo. Agora é tocar o barco que o ano começou novamente no nosso Brasil.

abraços e beijos.

A Mina do Cara te ama!

Em estado de graça! disse...

Baile de Carnaval no Floresta é?
Pena que acabaram.. ótimas lembranças!!

Adorei o Blog.

Beijo ex vizinho =]

Cáh disse...

"O homem que disser que não sonha com uma mulata das pernas grossas, sambando, com o corpo repleto de purpurina, quase nua, está mentindo".



hahahahahhh, caraca vc é engraçado!

Gostei muito da sinceridade, ainda mais no final... acho carnaval uma piada, porque se vc parar pra olhar só vai dar risada mesmo... mas concordo com vc, bom tbm é ficar juntinho, curtindo amor, amor e mais amor.


Um Beijo Cara!

A Mina do cara! disse...

Ei Angela, tudo bem? Estive em Foz em fevereiro, vi seus pais e suas irmãs, só não te vi.
apareça...
beijos

__

Cah, é isso mesmo, depende de como estamos. Como eu sabia que uns 90% dos programas iam furar, eu viajei...
um beijo

___

E pra você que leu e não comentou, passou o carnaval e agora está bem - apesar da ressaca - um abraço e um beijo.
Lembre-se, A Mina do Cara te ama!

Em estado de graça! disse...

Pois é, eu to morando em Salvador agora! Bem pertinho não? Agora to aqui em Foz de férias.
Abraços aos pais.

Apareço sim, adoro sua escrita e senso de houmor!
;)

Beijos

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

na minha cidade há muitas -mulatas- mas elas não gostam de serem chamadas assim, porque - mulatas- vem de mula, era um termo ruim que os senhores da escravidão utilizavam, minha morenas gostam de serem chamada de mulheres , gostasas mulheres