6 de dez de 2010

Olha a merda que deu! (3)

Eu tenho um sério problema: não posso ver mulher bonita. Estava à toa e decidi passar na livraria, ali na Savassi. Logo na entrada dei de cara com uma linda vendedora, branquinha, linda! Meu ponto fraco.


Sabia que ia dar merda!

Fiquei lendo uns livros, olhando, procurando. Enfim perguntei a ela por um título. Ela olhou no computador, e nós fomos para a estante. Então ela indicou um autor e nós começamos a conversar. Comprei o livro.

No dia seguinte fui lá para falar minha impressão sobre o livro. Era dia de folga dela. Pedi o telefone e ninguém deu.

Fui lá no outro dia e ela parecia mais linda ainda. Comprei outro livro do mesmo autor. O preferido dela. Eu nunca tinha ouvido falar bem dele, só comprei por ela mesmo. E até que eu gostei.

Dois dias depois fui lá falar do livro. E a cada dia ela estava mais linda. A minha dúvida era se ela ficava mais linda com os cabelos soltos ou presos. Essa geralmente é minha dúvida. É a minha grande questão da humanidade: ela fica mais linda com o cabelo preso ou solto?

Comprei outro livro. E sempre do mesmo autor. Eu passava horas na livraria conversando com ela. Ela atendia as pessoas e voltava para falar comigo. A chefe não falava nada, já que o movimento não era intenso.

Fiz isso durante dois ou três meses.

Enfim saímos para beber e conversar. Era tudo o que eu queria.

E não é que a desgraçada é lésbica e filha da dona da livraria!

18 comentários:

Patrícia Castro disse...

Eu sempre fico morrendo de curiosidade para saber se é verdade ou ficção essas suas histórias, hahahha! Mas o que importa é como vc as conta. Beijos

José María Souza Costa disse...

Ficção ou não, o real é que voce escreve de maneira fácil. Parabens. Estou lhe convidando a visitar o meu blog, e se possivel seguirmos juntos por eles.Estarei grato esperando por voce lá
Abraços de verdade

Dannoca disse...

Hahahahaha
Essa foi boa!

Luna Sanchez disse...

Tsc-tsc-tsc...se tivesse reparado no All Star nos pés da moça, em vez de um sapato delicado de saltos altos, teria dormido sem essa.

Bem feito pra ti! Rá!

:p

Beijos pra Lara.

ℓυηα

A Mina do cara! disse...

Patricia, não é só você a curiosa...
um beijo.
__

José, certo! Nos vemos lá.
um abraço.
__

Dani, que bom que gostou.
um beijo.
__

Luna, será didicado a você "As mulheres e seus calçados". ;)
A Lara está aqui nos meus pés agora, toda lindona!
um beijo.

__

E pra você que leu e não comentou, um beijo e um abraço, e nunca se esqueça, A Mina do Cara te ama!

Ju Fuzetto disse...

kkkkkkkkkk, vc escreve de uma maneira solta, autêntica e fica sempre aquela curiosidade no ar.

kkkk eu ri horrores aqui!
beijocas. boa semana

Pólen Radioativo disse...

kkk...

Os homens... Esse teu "fraco" por vendedoras bonitas deve ter rendido pelo menos um cartão de desconto da livraria, não????

Muito bom, querido!!!

beijinhos...

A Mina do cara! disse...

Ju, valeu!
um beijo.
__

Pólen, eu nunca ganho descontos...
Da última vez eu fui ao seu blog, li, e na hora de comentar eu saí, pensei que tinha deixado um comentário lá...
um beijo.

______

E pra você também, um beijo do Cara da Mina, e um abraço do Cara da Mina - se for homem.

SAL disse...

Cara, vc sou eu de cueca!!
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

isso foi uma situação muuuuuito imprestavel, fala serio!!! kkkk

obs.seu comentario sobre a minha ultima "situação desgradavel" foi o melhor! hahaha

bjo!

Alline disse...

Ah, ainda teve uma coisa boa na história, apesar da "merda que deu" - a moça te rendeu muita leitura...

Beeeeijo

Valéria Sorohan disse...

Estava indo muito bem a história, parecia até comercial de shampoo, mas que final foi esse?...rs

BeijooO*

Olga Durães disse...

Se foi na savassi... significa que mora em BH?

Luis Fernando disse...

Pelo menos o título desse post lembrou o título da minha crônicazinha "Está feito o estrago!"

Sobre a história, cai dentro que tem lésbica que dá pra homem também rs

A Mina do cara! disse...

Sal, ainda falta um pouco pra você ser eu de calcinha, mas tudo bem... hahaha
tô pensando em fazer uma homenagem pra você e mandar um "nunca sou se [a mina] prestava...
um beijo
__

Alline, dos males o menor, né...
um beijo
__

Valéria, comercial de xampu? Gostou do final?
um beijo
__

Olga, eu transito por BH sim, e você?
um beijo.
__

Luis, vou tentar então... vou lá ler sua história.
um abraço!
__

E você que leu e não comentou, lemre-se, A Mina do Cara te ama!

Grafite disse...

muito bom! adorei =)

beijo,
*.*

A Mina do cara! disse...

Que bom, Grafite!
um beijo!


E pra você que não comentou, um beijo e um abraço. A Mina do Cara tem ama!

José Vitor disse...

Lésbica não deixa de ser mulher na classificação da espécie, mas, amor se reciprocidade não vale a pena!!

abraços

A Mina do cara! disse...

José, um abraço!