12 de abr de 2010

Um abraço

Sempre que converso pelo telefone com algum amigo a conversa termina assim: abraço. E quando é com alguma mulher: beijo. Claro que nada tenho contra.

A única coisa que me intriga é que quando eu quero um abraço de verdade eu não tenho uma amiga para dar. E isso é triste. Ontem eu pensei em ligar para uma amiga e falar assim: tá em casa?, posso passar aí para te dar um abraço?

Não liguei pra ela e nem passei lá. Fiquei apenas pensando isso enquanto estava na pracinha com a Lara e lendo meu livro. E então me lembrei que essa mesma amiga me disse que pareço um velho.

Não me incomodo em parecer um velho. O que me incomoda mesmo é não ter uma amiga para dar um abraço apertado quando estou tristinho. Mas tá tudo certo. A melancolia passa, ainda bem.

Então é isso aí. Nos vemos por aqui. Um abraço.

8 comentários:

Menina disse...

Ah, passa aqui, então! Que te dou dois!!
;]

As vezes acontece isso mesmo. Já presenciei duas pessoas conversando pessoalmente e na hora da despedida, diziam: "Tchau, beijos!"
Não seria melhor fazer ao invés de falar?!

;***

DANI disse...

Que falta faz um abraço,não é mesmo?!
Te mando por aqui um virtual...
Abraço!

A Mina do cara! disse...

eu nunca respondo um comentário aqui, mas esses dois...

um beijo e um abraço em cada uma. (se fosse pessoalmente seria melhor - se forem de BH pode ser).

Sylvio de Alencar. disse...

Ôpa!!
Duas gatenhas lhe oferecendo abraços (coisa que também não tenho)!!!!!

Outra coisa, e a Lara? Quem falou que ela não quer um abracinho?

Abrçs.
Post bem vindo, estamos de fato (nós homens), muito carentes... :(

Menina disse...

Olá, querido!!
É só vc fazer o mesmo processo que vc utilizou para colocar as fotos que tem na lateral do seu blog, como a da lara!!
Depois vc faz um post para repassar o selo para mais três pessoas!!

Caso não tenha entendido, vc me fala!! Não sou muito boa em explicações!
hhehe..

Ah, pode chamar como quiser!!


Beijitos!

Hotel Crônica disse...

Tristeza não tem fim,
felicidade sim.

O Sylvio tem razão,
homens cada vez mais sensíveis e mulheres cada vez mais suspeitas nessa caminhada pela homogenização dos gêneros.

Que os direitos sejam iguais! É claro!
Mas que as mulheres não se aproximem daquelas características que são próprias ao homem e impróprias à humanidade.

Criola disse...

Se passar por Curitiba te dou um abraço

Luna Sanchez disse...

Eu não conhecia teu blog na época desse post pelo jeito, né?

Abraço é um carinho lindo, acho que até mais do que beijo, porque abraço ampara, conforta, aconchega, protege, oferece, aquece. Gente que gosta de abraçar costuma ser legal e gente que abraça sem fazer perguntas, que junta a gostosura do abraço com a paz do silêncio merece mais abraço...rs

Um abraço pra ti, guri \____o____/

sem perguntas.

ℓυηα