9 de jul de 2010

Fodeu!

Eu sei que prometi minha obra prima, mas antes dela quero perguntar uma coisa para todos.

Aconteceu o seguinte: eu estava ali de bobeira, só observando a gatinha - isso foi durante uns meses. E depois de algum tempo nós começamos a conversar, e essa conversa rendeu uma ida ao cinema, e do cinema fomos direto para a pizzaria, e de lá...

Só que ela tinha namorado. Eu sabia, mas não me importei - no início. Passado algum tempo estávamos completamente apaixonados. Ela largou do namorado e agora quer me namorar.

O que eu faço? Namoro a mina do cara? (que nem é mais do cara...)

"E agora, José?" (Já que meu leitor cita poetas eu também quero citar; eu sei que este é um clássico verso que até analfabetos sabem citá-lo, mas não gosto de ficar por baixo... Em outra ocasião quem sabe...)
_______
Galera, além de me ajudar nessa difícil questão, gostaria que vocês me ajudassem a descobrir quem é este ilustre leitor que nos brinda com comentários com vídeos, poesias, latim, e mais uma porção de belas palavras. Vamos tentar traçar um perfil dele?

Depois você nos confirma apenas se estamos conseguindo, meu Nobre Leitor?

19 comentários:

patricia disse...

amiga, tu espacio está precioso! juegas mucho con las palabras, lo cual admiro, sin embargo, me resulta difícil seguir tu ritmo ya que el traductor de google es bastante limitado como ayuda!
de todos modos, te dejo un beso grande y te deseo un excelente fin de semana!

Anônimo disse...

to dentro
sei quem é o man, ou seria woman?
será?
to bem dentro e pagando pra ver quem acerta
dou uma diquinhas pra galera

Anônimo disse...

Namora... Até outro pegar a mina do cara, que no caso vai ser você!

Luna Sanchez disse...

Rs...

"Passado algum tempo, estávamos completamente apaixonados..." / "Ela agora quer me namorar."

Se "estavam" os dois, tu e ela, por que SÓ ela quer namorar?

Não, eu não acho que por ela ter largado o namorado, tu tenha que, obrigatoriamente, ser o atual. E sabendo da coisa assim, desse jeito superficial, fica complicado opinar, né?

Na dúvida, melhor manter a fórmula cinema-pizzaria-motel.

* Traçar um perfil do leitor? Ok, conta aí as anotações mentais que tu já fez, e a gente dá sequência, que tal?

Beijo.

ℓυηα

A Mina do cara! disse...

LUNA, eu não disse motel... Isso veio da sua criativa mente.

Consegui colocar o player. Mas só no próximo ele vem, junto com minha obra prima - em versos...

Um beijo pra você e bom fim de semana. (Tá muito frio aí no Rio Grande?)

______

Meu Nobre Leitor, pode me ajudar?

Ao colocar ETC no texto, devo ou não colocar uma vírgula antes?

No Aurélio aparece a vírgula; no Houaiss não. Em alguns livros aparece com vírgula e em outros sem vírgula.

Qual sua opinião, Nobre Leitor?

A melhor mulher do mundo!! disse...

É isso mesmo que quer, "NAMORAR"?
Se sim, invista cara. Se não, melhor desiludir "a ex mina do cara".
Poderá correr o risco de escolher a 1ª opção e seu "ibope" cair verticalmente.
Afinal, o que seriam dos(as) seus(suas) nobres leitores(as)?
Essa personagem foi criada para investir e disputar você com o pior homem do mundo. (Risos)
Que particulamente o acho um desiludido e mal resolvido. Ele gosta de você. Ou vocês se gostam? Oh dúvida...
Porém, não gosto "do cara da mina" ou "do cara do José".
E você gosta apenas "das minas dos caras"?
Ah, se gaúcho tiver aquela famosa fama tchê, ele deve ser um gaúcho com certeza. E desiludido nos devaneios do amor.
Beijo e pense na opção mais propícia à você cara.

O Pior Homem do mundo disse...

Mina,

"ETC" é a abreviatura da expressão latina "Et cetera" que significa "e outras coisas mais".

Assim, devemos escrever a expressão abreviada como se a escrevessemos por extenso. Um exemplo:

"Na mesinha de cabeceira da mina havia calcinhas, meias de vidro, batons, consolos, algemas e outras coisas mais."

Em bom rigor não se deve colocar a vírgula antes, já que o "et" do "etc" quer dizer "et", ou seja "e"; o que é obrigatório é o ponto final após a abreviatura, pois o "e outras coisas mais" assinala o final da oração.

Em relação à sua "obra prima" é que deve colocar o hífen entre as palavras: obra-prima.

Como sabe, a função do hífen é unir as palavras sem que elas percam a sua individualidade. "Obra prima" sem hífen dá a ideia que a obra é prima de alguém.

Uma curiosidade: A expressão "obra-prima" não teve outrora o significado que tem hoje. Na idade média, os artesãos encontravam-se classificados por categorias profissionais hierárquicas, com base no "aprendiz" e cume no "mestre". Para aceder à categoria de "mestre", o interessado tinha de realizar um trabalho de muita qualidade técnica, chamado "obra-prima": aquilo que corresponderia nos dias de hoje à "tese de mestrado" na terminologia académica para que um candidato obtenha o grau de "mestre". Só muito recentemente, há cerca de dois séculos, é que a expressão "obra-prima" designa, não um trabalho de um candidato a um grau académico ou profissional, mas sim uma obra de arte excepcional, normalmente de um artista ou escritor já consagrado.

Abraço.

O Pior Homem do Mundo disse...

Ops,

Esqueci de comentar o seu post...

É claro que deve namorar a mina: ambos estão atraídos, apaixonados, agora a mina é sua, ou melhor, agora são um do outro - você é o "cara da mina" e ela é a mina do cara". Enjoy, namorar é tudo de bom!

(Só que não esquece que "quem faz um, faz um cento", isto é, quem "larga" um namorado, larga dois ou três.)

Absolutamente: confirmo ou desminto, ou não confirmo nem desminto, como quiserem.

O Pior Homem do Mundo disse...

Melhor Mulher,

Você dá pitacos muito ruins, guria. Devia dedicar-se mais à yoga, que considero uma prática deveras interessante e feminina.

(Os homens com aquelas meias-calças da yoga ficam ridículos, parece que se vestiram de frangos... Eu, hein?... Tô fora!)

O "Eu" é um pronome pessoal relativo ao sujeito. Define-o, identifica-o profunda e imediatamente. Claro, nem todos os indivíduos têm o seu "eu" no mesmo lugar (basta pensar que enquanto nós, os ocidentais, quando nos acusam injustamente apontamos um dedo ao coração e dizemos "quem, eu?",os asiáticos - designadamente os japoneses - apontam para a testa à altura dos olhos) e pode ser divergente a consciência que cada um tenha do seu "Eu", excepto num aspecto: que a consciência do "eu" (e, por conseguinte, o próprio "eu") é particular e nunca geral.

Dai, dizer-se que particularmente (ou pessoalmente) se acha alguém desiludido e mal resolvido, é uma afirmação tão mal resolvida que só por si desilude o ouvinte.

Anônimo disse...

Nobreza,
coloca virgula cada vez que puxar o fôlego,...rsrsr
Se bem que isto é relativo ao estado físico no momento da escrita.
Por exemplo, se o indivíduo estiver com crise de asma,
colocará uma virgula após cada palavra,
se chegou apressado para responder teu post,
a virgula espassará um pouco mais,
enfim.

Percebo que Aurélio aqui, é um Nobre cidadão, quase ocupante de uma cadeira na Academia de Letras...rsrsr

Eu disse letras?
iihh, não era este o assunto

Cristina Maria disse...

Sabe, eu não lembro muito bem do limiar entre o envolvimento e namoro, por isso fica difícil as vezes, aquela data, o dia em que começamos o nosso namoro, já tive isso, hj prefiro um encontro casual, outro meio, outro premeditado e as coisas vão se enrolando se enroscando até que quando vemos já estamos completamente dependentes da prescença um do outro, namoro, rolo, casamento, o nome que se quiser dar só vale a pena se rolar um sentimento inexplicável. E se a mina é, ou era do cara, tanto faz, no fim o coração dela pertece a ela e ela empresta ou dá, como preferir, afinal se ela te namorar ela vai pedir o coração dela de volta pra o cara, não é mesmo?
Aqueles outros, se eu como, ou faço academia, pago com dinheiro ou com cartão, ligo pra ela, ou espero ela me ligar, faço espanhol ou francês primeiro? Essas são questões a serem resolvidas com racionalidade, a gente coloca na nossa escala de valores, na nossa balança e decide.
Traçar um perfil do anônimo, desisto, até porque se ele está anônimo não deve querer ser revelado, deixe-mo-lo então, o debate está interessante, ele parece ser inteligente e até interessante, pronto, já estou traçando, chega.

Beijos

(A outra Mina do Cara)

C.Antonholi disse...

narrativa hipercontundente...

muito bom


me siga em
www.microcontos180.blogspot.com

www.micropoetricidade.blogspot.com

abs

carlos

Valéria Sorohan disse...

Talvez esse "anônimo" seja a mina do cara, ou o cara da mina...rs
Estou de casa nova e espero sua visita, meu endereço agora é

http://rasurassobreviventes.blogspot.com

BeijooO* te aguardo!

Anônimo disse...

Mina
O visual aqui antes era bem mais interessante, tudo branquinho, a outra foto era bem mais descolada e vc escrevia coisas mais legais tb...
O que está acontecendo com você?????

A Mina do cara! disse...

Anônimo: eu troquei o visual porque o layout já não modificava nada. E como estamos no inverno, e aqui o inverno é frio, resolvi colocar uma foto escura.
A foto é de uma amiga, Adriana. (tem outra dela ali do lado).
_______

O Pior Homem do Mundo: sobre o ETC, veja o que o portal da ABL me respondeu:

ABL RESPONDE

Pergunta : Boa tarde. Minha dúvida é a seguinte: emprega-se ou não a vírgula antes de ETC? Muito obrigado

Resposta : ... e a técnica; esta, suportada pela ciência. O restante está corretamento pontuado.

*
tá respondido???
___
E sobre a obra-prima: ela não é tão boa para ser usada com o hífen...
______

E por fim: "e vc escrevia coisas mais legais tb...
O que está acontecendo com você?????/"
Resposta: acho que é a fama subindo à cabeça. Será? Vou tentar melhorar, ok?


UM BEIJO PARA VOCêS.

P.S.: A MINA DO CARA TE AMA!

Patrícia Castro disse...

Primeiro, aqui no RS está voltando a ficar frio, afinal já não era sem tempo, estava com saudade. De sentir calor, já basta o verão :(
Segundo, porque a garota traiu o namorada dela com vc não significa que lhe fará o mesmo. Vai ver a relação com o outro já estava acabando.
Terceiro, não tem terceiro. Abraços

Sylvio de Alencar. disse...

Tá animadinho por aqui...

A melhor mulher do mundo!! disse...

Pior Homem (gaúcho, claro),
“Pitacos” são normais em mulheres. Ahhh, as mulheres. E para quem gosta (que acho que não seja o seu caso) admite. Ruim com elas e seus pitacos, pior sem elas sem seus pitacos. O que seriam de vocês sem os nossos pitacos?
E pra que praticar yoga se adoro praticar sexo. Valeu a dica, mas continuo preferindo sexo, e dos melhores, garanto.
E esses tantos eu, eu, eu, eu. Não estou aqui para "aprender" a escrever, se devo colocar vírgula ou não, se tem erro de ortografia ou digitação. Enfim, aprendi desde pequenina, e o que sei está de bom tamanho. Sou apenas uma nobre leitora. Deixo isso para você e a mina cara. Qualquer dúvida entrarei em contato com “Certa Palavra”.
E continuo achando você um desiludido e mal resolvido. Nada mudará minha opinião.
E Mina, que decepção meu caro. Pior, ou melhor? Eis a questão?

O Pior Homem do Mundo disse...

Melhor mulher,

Lamento que mantenha a sua opinião, assente na maledicência e na leviandade. E sendo ela imutável, não tenho mais que dizer-lhe de forma educada.

Be happy, darling.