3 de mai de 2010

Passo à frente

Essa pode ser uma decisão difícil de ser tomada: um passo à frente. Isso porque geralmente não sabemos o que vem pela frente, e muito menos o que nos espera. Caminhamos para um futuro incerto e em passos ora largos ora lentos sem ter certeza de para onde vamos.
"Um passo a frente e você não está mais no mesmo lugar", cantou Chico Science e a Nação Zumbi no disco Afrociberdelia. E pode parecer pouco apenas um passo à frente. Porém o suficiente para desviar de algumas coisas, como por exemplo uma bala perdida - um pouco comum no Rio de Janeiro.
E quanto as escolhas? Esse passo fica ainda mais complicado de ser dado. Em determinado momento da vida fazemos escolhas que serão importantes para o resto da vida. Outras nem tanto. Algumas em nada influi. E conversando com uma amiga sobre isso ela me disse: "vocês homens não entendem nada! Não sabem a diferença entre uma argola e um brinquinho de pedrinha. Querem o que da vida desse jeito?"
O que queremos? No mínimo saber a diferença entre esses dois brincos. E então queremos saber a diferença entre uma rasteirinha e outra, entre as milhares de cores de esmalte, os infinitos cortes de cabelo, e por aí vai. Seria um pequeno passo? Creio que não, seria uma pegada de gigante, um passo para o homem enfim entender a mulher.
Mas é claro que este passo não foi dado, ainda. Pelo menos por mim - e pelo que observo, por milhares de homens também. É muito complicado dar um passo à frente nesta questão. Prometo me esforçar o máximo possível, beleza?
Agora, me esforçarei ainda mais para tentar dar um passo adiante em meus estudos, combinar a hora de curtir com a de estudar. Parece difícil e é, na verdade. Ainda mais levando em conta a média de tempo de estudo de um universitário hoje - o que já não é meu caso.
Passar a fase de universitário é o desejo de 99% dos universitários - pelo menos os que eu conheço. Estão cansados de trabalhos, provas, professores. Com razão em alguns casos. E depois de formado? Aí será a vez dele dar um passo à frente. Entrar para o mercado de trabalho e não ter professores cobrando trabalhos  e provas é um desejo que muitos pensam ser a solução de seus pesadelos, mas será o início dos pesadelos, pra falar a verdade.
Este pesadelo pode ser um sonho, se você quiser. Basta fazer o que aproxima do ideal de sua vontade, de seus sonhos. Não é fácil conciliar sonho com realidade. Agora, se você não tentar nunca conseguirá!

6 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Equilíbrio... lição difícil... mas todas elas começam com um único passo, não?!

Querer chegar é já ter percorrido a metade do caminho... e todos eles começam com um primeiro passo... ;)

patricia disse...

"Um passo a frente e você não está mais no mesmo lugar", excelente!
muy buenas tus reflexiones.
que tengas un bonito día.
besitos!!

Hotel Crônica disse...

"Deixa eu decidir se é cedo ou tarde espera eu considerar...
Não tô muito afim de novidade...
Deixa o verão pra mais tarde!"

É... tens razão...
essa é a equação mais complicada da vida, conciliar a vontade de aproveitar a vida e a necessidade de obter recursos financeiros para aproveitá-la...
A maioria dos multimilionários não têm tempo para curtir os inúmeros recursos materiais que adquiriu. Parece haver algum mistério nesse equilíbrio mesmo.
Há trabalhos de antropólogos como Sahlins e Clastres muito interessantes,
que argumentarão que as sociedades primitivas devem ser encaradas como sociedades da abundância, e não da subsistência como a nossa mente capitalista tende a imaginar.
Acontece que nessas sociedades trabalha-se pouco (3 horas por dia no máximo) e as necessidade são plenamente atendidas.
Me agrada essa ideia:
pequenas necessidades, possibilidade de atingir os objetivos.
Por outro lado o próprio aristóteles argumenta contra o que chamou de "Crematística", e quer dizer, em certo sentido, a busca irrefreada de dinheiro, isso é. pensar o dinheiro como fim, e não simplesmente como meio de adquirir outras coisas...
Legal o texto.

Cristina Maria disse...

Confesso que tive medo desse texto...

Ela disse...

O tempo não muda as coisas, as atitudes que tomamos sim! Um passo a frente já é um novo lugar!

Muito bom texto.

sarah disse...

precisamos sim dar um passo sempre à frente, para o futuro ..
nunca dar um para trás, seguir sempra adiante.. lutando e com fé!

beijos