21 de abr de 2010

Eu quis te amar

Eu quis te amar
não era brincadeira
fruição
era paixão
Era?
(...)
Eu quis te amar
Quis presentear com flores
chocolate
um beijo um abraço
com amor
(...)
Eu quis te amar
Desejei em meus braços
deitada em meu peito
só carinho
Só carinho?
(...)
Eu quis te amar
você assim, dormindo
inocente
indefesa
com voz de sono
(...)
----------------------------------------------------------------
São trechos do poema, na verdade. Ficou extenso e eu não quero colocá-lo inteiro aqui; pelo menos por enquanto.
Fazia tempo que não escreia um poema; e música também já tem tempo.
Estou dedicado ao meu primeiro livro completamente. Chamará A comédia da vida alheia.

6 comentários:

Grafite disse...

Olá querida,
obrigada pela visitinha =)
adorei tudo aqui, o blog é lindo!
já estou seguindo,
beiijo

carol sakurá disse...

Delicado e intenso!
Beijos!

Menina disse...

Muito bom, como sempre!!
Boa sorte com o livro! Vou ficar ansiosa para lê-lo!!
=S


Beijos, querido!!

Cristina Maria disse...

O quase amor, o que era pra ser, era pra ser? Gostei.
Abraços da Cris

Romine disse...

fiquei curiosa pra ler o poema por inteiro ... :)

Santa Cruz disse...

Oi Menina Lindo poesia adorei, contua escrevendo que eu gostei e vou seguir seu blog.
Um Beijo:
Santa Cruz