14 de set de 2009

Ê vida...

Sábado pela manhã, as 9h, estávamos esperando o jogo começar no banco de reservas. Ainda não tinha sido decidido os titulares, então surgiu o assunto: ah não!, você viu o fim da novela ontem?
Pronto! Era só o que faltava. As respectivas esposas haviam chorado; ainda não sei o motivo. E meus companheiros não, apenas assistiram ao final do capítulo com elas. Agora imagine a cena: a esposa reclama com o marido por que este vai jogar bola todo sábado pela manhã enquanto ela vai ao salão, só que ela não sabe que entre o jogo só não se fala de mulher! Nunca vi isso, um monte de homens correndo atrás da bola e falando de novela!

*

À noite fui a uma festa típica com ciganos e música. Chope liberado. Era mais casal e crianças, e da minha idade só uma mesa.
O pessoal gasta uma grana com umas bobagens! A música estava ruim. As comidas também. O chope, como era de graça, a gente deixa passar. Depois de uns copos voltei para casa pensando e fui dormir.
Nada de mais...

*

E domingo é aquela coisa de sempre, quando não se tem o que fazer... Agora é torcer para alguma coisa boa acontecer.

*

Uma parente da minha avó (97 anos) liga de Goiás para avisar que um cunhado havia sofrido um derrame. Precisa preocupar assim uma senhora de 97 anos?
Agora, para dar uma boa notícia ninguém liga.

Nenhum comentário: